sábado, 6 de março de 2010

MOLDES PARA MURAL DE BOAS MANEIRAS
























































Blog Tia Ana Cristina










Um comentário:

  1. querida adorei o seu mural de boas maneiras mais percebi que está faltando uma página, gostaria que postasse pois imprimir para colocar em minha sala de aula e ficou imcompleto. beijos

    ResponderExcluir

Essa Lembrancinha é uma delícia!

Baleiro: Flor de Bala de Goma

Uma idéia para várias ocasiões:
início da primavera, dia das mães,
dia das crianças, dia da mulher...
Como um vasinho pode ser um enfeite de mesa,
como flor serve como lembrancinha,
como um buquê de flores serve como um presentinho.
É só colocar a criatividade prá funcionar!


MEU PAI ROBÔ


A ideia desta história foi tirada de www.teatrocristao.net. Adaptada e desenhada pela Pastora Gabriela Pache de Fiúza. Dedico esta história a Carlos Eduardo Pache, meu pai amado e ao meu marido Joel Fiúza, um excelente pai!

FIGURA 1

O professor que não teve pai, projetou durante anos um pai para ele, criando o pai robô.

-Nossa! Estou ansiosa para ver o pai robô do professor.
-Eu também, ele falou tanto desde o início do ano que não vejo a hora.
- Bom dia crianças!!! – Disse o professor
-Bom dia professor!!!
-Chegou o grande dia, hoje vocês conhecerão uma pessoa muito especial…tcham, tcham, tcham, tcham….aí está, o melhor pai do mundo, o meu papai, e ele pode tudo. –disse entusiasmado o professor.
-Oh!!! -disseram as crianças assombradas.
-E o que ele sabe fazer professor?
-Ele tem uma programação que permite muitas coisas, ele assiste TV comigo, me ajuda a lavar a louça, vejam que maravilha, tenho um pai que estará sempre comigo aonde eu for. Muito bem, vocês que tem um pai me digam o que ele deve fazer?

FIGURA 2

Os alunos levantavam a mão gritando: Eu, eu, eu ….
-Você Daniel o que gostaria de vê-lo fazer? –Perguntou o professor com ar de orgulho.
-Ele deve ajudar a arrumar a casa, tirar o pó por exemplo.
-Ok! Ok! Vamos lá. O professor programa o robô e o robô tira o pó da sala e as crianças vibram!

FIGURA 3

- Viram? O que mais, o que mais? Pode falar Ester!
- Ele tem que ser bom e dar abraços. –Respondeu Ester
-Venha cá Ester! -disse o professor- Vamos lá…( programa o robô ) …prontinho.

O robô dá um abraço muito apertado e desengonçado em Ester.
- ai..ai..ele tá me apertando!

O professor a ajuda.
-Mais alguns ajustes e este abraço ficará bom. –disse o professor

FIGURA 4

E o que mais ele tem que saber fazer? -desafia o professor
-Ele tem que ser engraçado, meu pai é engraçado… -disse Bia
O professor programa o robô e o robô faz malabarismo e palhaçadas e as crianças riem”.
- É melhorou, está começando a se parecer com um pai. -dizem os alunos empolgados.

FUGURA 5

-Viram como ele é perfeito? Nunca mais ficarei sem a companhia de um pai! Ele pode tudo. O que mais? O que mais? –falava o professor desafiando os alunos.
-Deve ajudar com os deveres da escola. –disse João
-Deve comprar muitos presentes… –disse Melisa
- Deve saber contar divertidas histórias… –disse Rafael
-E deve gostar de rir, ele deve ser sempre alegre … –disse Sofia.

O professor corre e programa o robô que cumpre todas as tarefas à perfeição.

Figura 6

-Algum outro desafio? Pergunta audacioso o professor.

- Um bom pai tem que saber orar -disse Cíntia desde o fundo da sala com voz firme.
-Orar ? –pergunta o professor intrigado.
-Sim, ele deve saber orar! Orar é falar com Deus, nosso Pai maior, ele pode todas as coisas. É importante um pai saber orar. Sabe professor? Quando a minha mãe ficou grávida, no ultra-som dos primeiros meses aparecia o feto com serias malformações ósseas. Os médicos disseram que eu nasceria deforme e que nem mesmo caminharia. Mas meu pai, cheio de fé, começou a orar e jejuar e a declarar a minha cura. Ele colocava a mão na barriga da minha mãe e orava todos os dias, ele nem mesmo quis fazer outros exames, ele creu de todo coração que Deus tinha me curado. E no dia do nascimento todos ficaram chocados, eu nasci perfeita, EU SOU PERFEITA. Todos ficaram espantados menos o meu pai, porque ele sabia que Deus já o tinha ouvido. Meu pai ora pelo emprego, pela nossa saúde, pelas finanças, pela família, ele ora por todas as necessidades! Sem dúvidas professor, o que um pai tem que saber fazer para ter uma família abençoada é orar, como o meu papai!

O professor estava visivelmente abalado, toda a sala estava de olhos marejados e alguns até lacrimejavam. O professor rompeu o silencio dizendo:

-Meu pai robô não foi programado para orar, e acho que nem se o programasse conseguiria, porque ele nunca poderá ter o amor nem a fé de um verdadeiro pai!
A campainha tocou e as crianças desinteressadas pelo robô que não poderia orar foram saindo e comentando.

-Vamos pedir pro nosso papai ir à igreja da Cíntia, queremos que eles também orem como o papai dela!

Figura 7

O professor e Cíntia ficaram na sala do lado do robô se olhando

-O senhor está decepcionado professor ?
-É que finalmente eu achei que ia ter um pai…-disse com tristeza.
-Mas professor, você pode ter um pai, Deus pode ser o seu Pai.
-Mas como isso é possível? Eu já sou grande e sou muito atrapalhado, Deus não vai querer ser o meu pai?
-Deus o ama e aceita o senhor, do jeito que o senhor é. Vamos até o meu pai que ele vai lhe mostrar o caminho até o pai maior.
-Então vamos agora mesmo , quero conhecer este pai que realmente pode tudo.
O professor cobre o robô e vai com Cíntia.
Depois de ouvir o pai de Cíntia, o professor quis receber Jesus no seu coração e de joelhos por primeira vez na sua vida sentiu os braços do amoroso Pai Deus o envolver. Agora, o professor tinha achado o que tanto buscava, UM PAI AMORSO.

Cíntia piscou para o pai em cumplicidade. Porque o que o professor não sabia era que Cíntia e o seu pai viam orando pelo professor desde o começo do ano!

Cíntia estava muito orgulhosa do seu papai, um homem de oração e fé.

HISTÓRIAS BÍBLICAS

DÉBORA

ESTUDO RETIRADO DO BLOG DA PASTORA MIRIAN GALLI DA IGREJA ÁGUA VIVA. MAUÁ. SÃO PAULO. http://miriangalli.blogspot.com/

TEMA : DÉBORA

1- Objetivo: Levar a criança a aprender que a oração é muito importante. Ela nos faz vencer nas dificuldades e problemas que passamos.
2- Quebra-Gelo: Qual é a pessoa mais forte que você conhece? E por quê você acha isso?

3- Versículo para Memorizar: “Deus escolheu aquilo que o mundo acha fraco, para envergonhar os poderosos”. (1 Co 1:27)
4- Leitura da Bíblia: Juizes 4
5-Mensagem: Após a morte de Josué, o povo de Israel passou a ser liderado por juízes. Débora, mulher de Lapidote, era profetisa. Era também juíza dos israelitas naquele tempo. Débora sentava-se debaixo de uma palmeira, e os israelitas vinham até ali para que ela julgasse as questões que eles traziam. Ela mandou chamar Baraque, chefe do exército de Israel, e lhe disse: O Senhor está lhe dando esta ordem: “Escolha dez mil homens e os leve ao monte Tabor. Eu vou trazer Sísera, o comandante do exército de Jabim, rei de Canaã, para lutar contra você. Ele virá com seus carros de ferro e soldados, mas eu farei com que você o vença”. Então Baraque disse a Débora: Só irei se você for comigo. Ela respondeu: Está bem! Eu vou com você. Mas você não ficará com as honras da vitória, pois o Senhor Deus entregará o inimigo nas mãos de uma mulher. E Débora foi com Baraque para Quedes. Avisou Sísera, o comandante do exército inimigo, que Baraque havia subido ao monte Tabor. Então ele mandou vir os seus novecentos carros de ferro e todos os seus homens. Então Débora disse a Baraque: Vá agora porque é hoje que o Senhor lhe dará a vitória. O Senhor está com você! Quando Baraque apareceu com o seu exército, o Senhor fez com que houvesse uma grande confusão no meio dos soldados e dos carros de Sísera. Todo o exército de Sísera foi destruído . Aí Sísera desceu do seu carro e fugiu a pé. Porém Sísera fugiu a pé à tenda de Jael, ele entrou na sua tenda, e ela o cobriu com uma coberta. Jael, feriu a cabeça de Sísera e assim ele morreu. Naquele dia Débora e todo o povo de Deus cantaram e louvaram ao Senhor. E a terra ficou em paz por quarenta anos. Débora foi uma mulher que Deus levantou no meio do Seu povo como profetisa. Débora era corajosa. Ela confiava em Deus. Ele a levantou como uma grande líder. Sabe como ela ajudava as pessoas ? Débora orava e Deus lhe falava o que dizer às pessoas. Assim, ela pôde ajudar muitas famílias.
6- Aplicação: Débora não era forte para vencer o exército do rei Jabim. Mas ela tinha uma arma mais poderosa do que todo o exército. Sua arma era a oração. Enquanto Débora orava, Deus dava a vitória para o seu povo na guerra. Você não precisa ser forte, apenas ore e creia no poder de Deus e Ele dará a você a vitória sobre todos os seus inimigos.
7- Exercício de fixação: Material: Cadeiras, pedaço de folha de papel com números, fita adesiva. Procedimento: Coloque as cadeiras em círculo. Todas as crianças ficam sentadas, menos uma, que será o pegador e que ficará no meio da roda. Todas, inclusive o pegador, são numeradas. Em seguida, escolha dois ou três números. As crianças com esses números trocam de lugar entre si e o pegador deve aproveitar para tentar se sentar em alguma das cadeiras vazias. Quando você disser: “ATENÇÃO EXÉRCITO!”, todos devem trocar de lugar. Quem ficar sem cadeira, será o novo pegador. Nós fazemos parte do exército de Deus. Precisamos estar atentos ao Seu comando, pois Deus usa aqueles que crêem em Sua Palavra!
8- Comunhão / Encerramento





DIREITOS DA CRIANÇA CRISTÃ

DIREITOS DA CRIANÇA CRISTÃ



1. Direito a não morrer pelos pecados cometidos. Jesus já pagou o preço exigido por Deus (Rm 5.8).

2. Direito de conhecer o Caminho, a Verdade e a Vida (Jo 14.6).

3. Direito a ser filho de Deus através de Jesus Cristo (Jo 1.12).

4. Direito à vida abundante em Cristo (Jo 10.10).

5. Direito a ter uma armadura completa para defender-se do mal (Ef 6.11).

6. Direito de orar e receber resposta (Mt 7.8).

7. Direito de ressuscitar no último dia (1 Ts 4.14).

8. Direito a um novo nome na Glória (Ap 2.17b).

9. Direito a pertencer ao corpo de Cristo e atuar como parte importante nele (1Co 12.22).

10. Direito de receber proteção e cuidado especial para obter um crescimento saudável no conhecimento de Deus. (CRÉDITOS: ensinandoospequeninos.blospot.com)



VALORIZANDO A CRIANÇA



Pr. Elinaldo Renovato de Lima A criança não é um adulto em miniatura, como dizem algumas pessoas. Ela é um ser humano em desenvolvimento, com personalidade prórpia em formação, possuindo idéias, interesses, aspirações, próprios de sua idade. Se alguém não sabe dar valor a uma criança, reflete insensibilidade quanto ao significado da vida infantil, e pode projetar seus próprios traumas, adquiridos nos primeiros dias de vida. Dessa forma, os pais devem procurar estudar e observar a vida de seus pequenos filhos, para, não só ensiná-los no "caminho em que devem andar" , como diz a Bíblia, mas, também, aprender com eles lições que só na escola do amprendizado da vida é possível assimilar. REPENSANDO A CRIANÇA Dorothy Law Nolte, com profunda inspiração sobre o valor da criança, escreveu: "A criança que é sempre criticada, Aprende a condenar. A criança que é sempre hostilizada, Aprende a agredir. A criança que é sempre ridicularizada, Aprende a ser tímida. A criança que é sempre envergonhada, Aprende a sentir culpa. A criança que é tratada com tolerância, Aprende a ser paciente. A criança que é encorajada, Aprende a ser confiante. A criança que é elogiada, Aprende a apreciar. A criança que recebe um tratamento imparcial, Aprende a ser justa. A criança que vive com segurança, Aprende a ter fé. A criança que é aprovada, Aprende a gostar de si mesma. A criança que vive em meio à aceitação e amizade, Aprende a descobrir o amor no mundo." A poesia acima contém verdades muito importantes a serem observadas pelos pais. Os pais crentes em Jesus precisam ser exemplo no trato com os filhos. A Bíblia nos mostra um texto muito interessante, no livro de Jeremias, em que vemos a expressão de Deus, em relação a seu filho Efraim, um tipo de Israel: "Não é Efraim para mim um filho precioso? Criança das minhas delícias? Porque depois que falo contra ele, ainda me lembro dele solicitamente; Por isso se comovem por ele as minhas entranhas: Deveras me compadecerei dele, diz o Senhor" (Jr 31.20). Nesse versículo Bíblico, podemos destacar alguns indicadores do cmportamento desejável dos pais para com os filhos, no sentido de valorizá-los, amando-os, e cuidando deles para que tenham personalidade firme e se sintam felizes. Vejamos: 1) VALORIZAÇÃO DO FILHO: "não é para mim um filho precioso?". O fator valorização tem muito efeito na formação espiritual, emocional, moral, social e física dos filhos. Uma criança que é valorizada por seus pais tem normalmente uma auto-estima elevada. Não se sente frágil, mas vê-se a si mesma como alguém que é apreciado, reconheciedo, mesmo que não entenda nada de conceitos psicológicos. Quando Deus diz "filho precioso" fala de valor espritual acima de tudo. Os pais devem entender que os filhos não são apenas resultado de de uma união biológica, muitas vezes fora de tempo desejável. Na verdade, cmo diz a Bíblia, eles são "herança e galardão do Senhor" (Sl 127.3). Podemos dizer que os filhos são talentos vivos, entregues por Deus aos pais para que sejam trabalhados na sua formação espiritual e em todos os demais aspectos da vida. Assim como Deus vai cobrar de seus servos o que fizeram com os talentos materiais ou espirituais, da mesma forma, Ele vai cobrar dos pais o que fizeram com os filhos, pelos filhos e para os filhos, no sentido de que eles produzam frutos para Deus. Nessa valorização, é necessário que os pais apreciem o que os filhos fazem, elogiem-nos no momento certo; conversem com eles, dialogando, trocando idéias; sendo-lhes afetivos e carinhosos. 2) SATISFAÇÃO PELOS FILHOS: "criança de minhas delícias". Nesse aspecto, vemos a alegria de Deus por Efraim, seu filho pequeno. Da mesma forma, os pais devem demonstrar alegria pelos seus filhos. Louvar a Deus por cada um dos filhos; demonstrar alegria perante eles e perante as outras pessoas é fundamental para a valorização dos pequenos servos de Deus. Certa mãe, chorando a morte de uma filha, disse para outro filho: "Eu preferia que , no lugar dela, fosse você que tivessse morrido". Aquela criança foi tomada de um sentimento tal de tristeza, que, durante toda a sua vida, foi atormentada por um sentimento de rejeição. Aquelas palavras foram piores do que um espancamento físico. Sua mente foi golpeada por palavras duras e infelizes. Esse tipo de comportamento é devastador para a formação dos filhos. Em lugar disso, os pais devem dizer aos filhos quanto os apreciam e são felizes por terem-nos em sua vida. Um sorriso , um gesto de amor valem mais do que brinquedos e presentes caros. Quando o pai ou a mãe diz a um filho: "filho, eu amo você; estou alegre com você", isso provoca em sua mente um efeito psicológico positivo, que o faz sentir feliz. Seu cérebro produz uma substância que causa bem-estar emocional e físico. Ao contrário, quando o filho ouvepalavras duras, sente-se dominado por emoções negativas, que o levam à frustração e à depressão. Aliás, uma das causas que mais levam os adolescentes às drogas, à prostituição e ao descaminho é a falta de afeto, de amor e apreciação por parte dos pais. Vale a pena demonstrar alegria pela vida dos filhos, que são dados por Deus.É preciso ter muito cuidado com a parte emocional e afetiva dos filhos, desde crianças. Já é conhecido um adesivo, colocado nos carros , em que está escrito: "Ame seu filho antes que um traficante o adote". 3) DISCIPLINA: "porque depois que falo contra ele..." Há pais que pensam fazer o melhor para os filhos, deixando-os inteiramente á vontade, para fazerem o que bem querem. É um ledo engano. A disciplina faz parte indispensával da formação do caráter e da personalidade. A Bíblia, em sua suprema sabedoria, manda disciplinar o filho, inclusive utilizando, se necessário, a "vara da correção". Diz a Palavra de Deus: "A vara e a repreensão dão sabedoria, mas o rapaz entregue a si mesmo envergonha a sua mãe"..."castiga a teu filho, e te fará descansar; e dará delícias à tua alma". (Pv 29.15,17). Os psicólogos modernistas têm dito que os pais não devem imprimir qualquer tipo de castigo , visando a disciplina dos filhos. Dizem que basta dialogar. Tal entendimento é irrealista, e contraria os princípios da Palavra de Deus para a criação dos filhos. Se a Bíblia diz que os pais devem disciplinar os filhos, incluindo castigo físico, é porque esse deve ser o comportamento melhor para forjar o caráter e livrá-los do pecado e do inferno. Evidentemente, o castigo físico, no sentido estreito da expressão, só deve ser aplicado a crianças pequenas, até no máximo 8 anos, visto que , muitas vezes , não entendem a linguagem racional. Precisam de um "estímulo" físico para entender. Jamais os pais devem bater num adolescente. Para esses, a disciplina corretiva aplicada pode ser a suspensão de alguma regalia, da mesada, do direito de assistir televisão, de sair com os colegas, etc. Desse modo, no texto em análise, vemos que o mesmo Deus que considera Efraim "filho precioso", que se delicia com sua vida, também diz que fala "contra ele" ou seja, não concorda com os atos errôenos do filho. É por demais importante que os pais procurem orientar os filhos, ensinando-os , primeiramente, pois disciplinar, acima de tudo, é ensinar o caminho, é discipular; depois, é necessário dar o exemplo. 4) LEMBRANÇA: "ainda me lembro dele solicitamente." Isso fala da atenção que Deus tinha para com Efraim. Assim, os pais devem procurar ter atenção a seus filhos, lembrando-se deles, em suas necessidades, em seus anseios, em seus problemas. A vida moderna tem levado muitos pais a se esquecerem de seus filhos, em função da agitação do dia a dia, do trabalho, do emprego, das tarefas domésticas, e , infelizmente, até por causa das atividadees na igreja local. Conhecemos casos de mães e pais que se envolvem tanto nos trabalhos, que se esquecem de seus filhos. Esse é um grande problema decorrente do estilo de vida que domina as pessoas nesse tempo. Conheci o caso de uma jovem, filha de um médico, que enveredou pelo caminho das drogas. Levada a um centro de recuperação, ela se queixava da vida de seus pais, que não tinham tem po para sequer conversar alguns momentos sobre o que ela estava passando em sua vida. No texto, vemos Deus dizer que se lembra de Efraim "solicitamente", ou seja com cuidado, com interesse, com zelo, com amor. É isso que os pais devem fazer para com seus filhos, principalmente por aqueles que estão em formação , como crianças e adolescentes. Naturalmente, os jovens, com mais dezoito anos, também precisam desse cuidado, dessa lembrança. 5) SENTIMENTOS ENTRANHÁVEIS: "por isso se comovem por ele as minhas entranhas...". Certamente, o Senhor queria dizer que, com todo o cuidado que tinha por Efraim, sentia , no íntimo do seu ser, emoções profundas em favor de seu filho. O cuidado era tanto, que o Senhor se comovia por seu filho. Esse comover-se faz com que os pais sintam-se emocionalmente bem ligados aos seus filhos, não deixando de lhes dar atenção e apreço. 6) COMPAIXÃO: "Deveras me compadecerei dele..." Compaixão é sentimento pelo qual alguém sente paixão pelo outro e com o outro. Normalmente, quem se compadece de outro, é porque se identifica com seus problamas, com seus sofrimentos. Os filhos, no mundo em que vivemos, passam por situações que merecem atenção e cuidado. Há sofrimentos entre os jovens, adolescentes e crianças, que precisam de pais compassivos. Muitos pensam que os filhos não sofrem nada, por serem crianças, adolescentes ou jovens, que estão na escola, cercado de amigos, ou que nada lhes falta. Pode até não faltarem bens materiais. Mas os pais precisam saber o que se passa na vida deles. Uma jovem suicidou-se, e deixou um bilhete para os pais, pedindo-lhes perdão, mas dizendo que infelizmente não suportava mais viver no mundo, tão cheio de problemas e decepções. No entanto, os pais disseram que não sabiam que sua filha estava passando por algo que merecesse maior atenção. No Japão, tem sido alto o índice de suicídios entre crianças. Os psicólogos estão estudando o problema, e já concluem que a causa é a vida dos pais, que, preocupados com a competição entre as pessoas, não dão atenção aos filhos. CONCLUINDO A valorização da criança é muito importante. Se os pais querem ver filhos sadios, espiritual, moral, social e fisicamente, precisam dar o valor que lhes é devido, desde crianças, conforme o texto bíblico nos sugere.



Postado por Cantinho da Tia Ana Cristina às
18:06 0 comentários



Planejamento do Culto Infantil

A história toda N° __________ Culto InfantilData ______ de ________de20__.Tema: _______________________________________________Texto: _______________________________________________Mensagem Principal: ___________________________________Atividade Responsável Assunto1 Abertura, Oração AniversariantesVisitantes “Conta benções” ConcursoVersículo para decorar _______________________________________História Bíblica -_____________________________________________Momento missionário _________________________________________História missionária ___________________________________________Dinâmicas __________________________________________________Louvor :1____________________________2____________________________3____________________________4____________________________5____________________________6____________________________Encerramento, Oração Observações: ____________________________________________________ __________________________________________________________________

CORINHOS: CUIDADO OLHO,BOCA,MÃO E PÉ







Cuidado olhinho no que vê( 2x)



O Salvador do céu está olhando pra você



Cuidado olhinho no que vê







Cuidado boquinha no que fala (2x)



O Salvador do céu está olhando pra você



cuidado boquinha no que fala







Cuidado mãozinha no que pega (2x)



O salvador do céu está olhando pra você



cuidado mãozinha no que pega







Cuidado pezinho onde pisa (2x)



O Salvador do céu está olhando pra você



Cuidado pezinho onde pisa







Cuidado olho, boca, mão e pé (2x)



O Salvador do céu está olhando pra você



Cuidado olho, boca, mão e pé







Jogo ensinando o Plano da Salvação


Vão aprendendo sobre o plano da salvação brincando e memorizando!











REGRAS DO JOGO: o jOgo é formado por 15 peças,é jogado entre duas crianças,cada uma tira 7 peças sobrando uma para comprar.quem tira a peça com 2 corações vermelhos este inicia o jogo.A criança que perde deverá dizer o significado das cores dos corações que sobrou que estão com ela.(basicamente funciona como o jogo de dominó só com menas peças e com significado diferente) .pode ser jogado em 3 crianças também ,cada uma fica com 5 peças, não sobrando peça para comprar.
PRETO = PECADO
AMARELO = O OURO QUE ESTÁ NO CÉU
VERMELHO = SANGUE DE JESUS VERTIDO NA CRUZ
BRANCO = CORAÇÃO LIMPO
VERDE = CRESCIMENTO
A MEDIDA QUE AS CRIANÇAS VÃO BRINCADO ATRAVÉS DAS CORES VÃO APRENDENDO!

Extrair do blog Minist.Inf. Peq. Sementes

Missões

O Sorvete Missionário - APEC

































A Pérola Incomparável- APEC
























Extraído do Minist.Inf.Peq.Sementes.

Mensagens Subliminares em Desenhos animados

1) O desenho "Cinderela"
.

Mais um clássico da Disney, em Cinderela pode-se encontrar várias mensagens subliminares e até algumas mensagens que, de tão explícitas, não se podem enquadrar em mensagens subliminares. Vejamos algumas:
.
(a) A primeira mensagem explícita é: Cinderela vai aos aposentos de seu gato e grita: "Lúcifer, venha aqui!". O gato de cinderela tem por nome lúcifer. Realmente, poucos desenhos têm a coragem de transmitir uma mensagem de adoração a lúcifer de forma tão direta. O mais incrível, é que a maioria das pessoas assistiram em suas infâncias (e algumas ainda assistem), e quando lhes é perguntado sobre qual era o nome do gato de Cinderela, todas dizem não se lembrar, e quando lhes é dito que seu nome é lúcifer, ficam espantadas e até procuram conferir se realmente o nome era este. Nota-se que acontece algum tipo de engano nestas pessoas(eu fui uma dessas pessoas) que, embora o nome não permaneça registrado no consciente, ele permanece gravado no subconciente.
(b) Mais a frente, ocorre uma outra mensagem, também explícita. Cinderela, tentando convencer o seu cão a gostar de seu gato, diz o seguinte:"...Falo sério, lúcifer tem seu lado bom! às vezes é... bem, aliás, sempre ele é... Ora, ele não pode ser tão mau assim!".
Aqui, Cinderela diz ao seu cão (e também a todos que estão assistindo ao desenho), que lúcifer tem seu lado bom, ou seja, pode ser encontrado alguma bondade em lúcifer.
As crianças que vêm este desenho e mais tarde ouvem de seus pais que lúcifer não possui qualquer tipo de bondade, que é inimigo de Deus e dos homens, vão ficar confusas quanto a escolher como entender a personagem de lúcifer. Este desenho deturpa completamente os ensinamentos bíblicos, colocando as crianças passíveis de aceitar um possível relacionamento com o diabo.
(c) Em outro momento encontramos uma possível mensagem subliminar. O gato de Cinderela está deitado próximo à porta da cozinha e Cinderela se ausenta do local. Quando sai, sua sombra se sobrepõe ao gato, formando com ele uma imagem de uma pessoa cuja cabeça é o próprio corpo do gato. Esta pessoa, embora tenha curvas femininas, não parece ser uma mulher, principalmente pelo aspecto do rosto que é formado.
.
Neste momento, deixo uma pergunta no ar: Diante de tantos nomes possíveis para que se pudesse colocar no gato, e por se tratar de um desenho destinado ao público infantil, portque resolveram colocar justamente lúcifer como nome para o gato? E porque Cinderela necessitava tanto dizer que lúcifer tem seu lado bom? Com certeza, dentro do contexto do desenho, lúcifer foi um nome escolhido pela própria cinderela. E porque ela escolheria este nome? Quem, realmente é ou representa Cinderela?